nike outlet boligrafos montblanc joyas pandora nike huarache nike free baratas new balance baratas ralph lauren espa˝a Gafas ray ban hollister espa˝a polos lacoste gafas oakley mbt baratos ray ban baratas nike roshe run hollister madrid timberland outlet levitra generico comprar cialis cialis generico kamagra 100 viagra sin receta

viagra suomi cialis kopen viagra pillen cialis prijs kamagra bestellen priligy bestellen viagra bestellen viagra pil levitra kopen kamagra oral jelly viagra apotheek cialis kopen viagra prijs Kj°p Cialis viagra pris kj°p cialis viagra billigt cialis pris cialis billigt kamagra pris kamagra gel k÷pa cialis cialis sverige viagra sverige k÷pa cialis

nike outlet boligrafos montblanc joyas pandora nike huarache nike free baratas new balance baratas ralph lauren espa˝a Gafas ray ban hollister espa˝a polos lacoste gafas oakley mbt baratos ray ban baratas nike roshe run hollister madrid timberland outlet kamagra 100mg cialis tadalafil kamagra oral jelly cialis buy viagra generic levitra uk kamagra gel cialis generic cheap levitra cheap viagra uk cheap cialis australia kamagra oral jelly australia kamagra australia

cialis ÷sterreich viagra kaufen wien kamagra jelly levitra kaufen viagra ÷sterreich

HOME
QUEM SOMOS
   › Associadas
ATUAÇÃO
A CERVEJA
   › Tipos de Cerveja
   › A ProdušŃo
CLIPPING
CERVEJA E SAÚDE
DADOS
FÓRUM
LINKS
FALE CONOSCO



Este espaço está reservado para a promoção do debate sobre o setor cervejeiro, as propriedades da cerveja e os temas relacionados à área de atuação do Sindicerv. Para enviar suas idéias e contribuir com o enriquecimento das discussões, participe pelo e-mail sindicerv@sindicerv.com.br

Cerveja é droga?
Marcos Mesquita*

Temos acompanhado com atenção e certa preocupação as matérias veiculadas na grande imprensa que tratam a cerveja, uma das bebidas de menor teor alcoólico, como droga. A maioria das reportagens insiste em criar uma lógica que é um bom exemplo de silogismo. Senão vejamos: É preciso combater as drogas; Álcool é Droga; Cerveja é Álcool; É Preciso Combater a Cerveja.

De onde provém essa falsa lógica? Possivelmente de uma definição bastante ampla adotada por cientistas e extraída, por exemplo, de trabalhos publicados pelo CEBRID* que define droga como "toda e qualquer substância capaz de modificar a função de organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento".

Um leitor atento pode perceber, também, no mesmo estudo, que a definição da Organização Mundial da Saúde(OMS), de 1981, é bem mais restrita. Segundo a instituição, droga é "qualquer substância química ou mistura de substâncias (mas outras que não aquelas necessárias para a manutenção da saúde, como por exemplo, água e oxigênio), que alteram a função biológica e possivelmente a sua estrutura".

É fundamental lembrar às pessoas que comparam cerveja à droga de que a cerveja produzida no Brasil é composta de 92% de água, 4% de carboidratos e 4% de álcool e seus benefícios à saúde podem ser verificados no texto Cerveja e Saúde neste mesmo site. Outra constatação é que a imensa maioria de consumidores que bebe cerveja o faz de forma moderada e responsável.

Os riscos e as conseqüências da generalização são conhecidos e vivem assaltando os responsáveis por algumas das leis que regulam nossa vida em sociedade. Imagine o leitor se fosse criada no Brasil uma lei que limitasse a velocidade de todos os meios de transporte, como medida preventiva de segurança nas cidades e estradas, sem que houvesse distinção entre um ônibus e uma bicicleta ou mesmo um patinete. Todos deveriam submeter-se às mesmas regras. Então, diriam os mesmos sábios: "Patinete e ônibus são meios de transporte".

Com essa comparação irônica não quereremos dizer que os problemas não existem e muito menos que devemos fazer vistas grossas aos mesmos. Acreditamos que todas as causas e conseqüências do abuso de bebidas alcoólicas devem merecer atenção tanto do governo como da sociedade. No entanto, acreditamos também que o país não precisa de novas leis que tratem com mais rigor o consumo prematuro de bebidas alcoólicas por adolescentes, pois o código penal já prevê sanção para quem serve bebidas alcoólicas para menores de idade.

Precisamos sim instrumentalizar o Estado de meios eficientes para coibir o que a Lei já pune e, mais do que isso, necessitamos de ações educacionais que avancem até nossos lares. É nesse ambiente que elas devem estar presentes e potencializadas. O uso abusivo e prematuro de bebidas alcoólicas deve ser tratado com rigor, porém sem perder de vista que é uma exceção e, como tal, deve ser tratada. Políticas públicas de efeito genérico, quando usadas para a prevenção de problemas localizados, desperdiçam recursos e trazem resultados pífios. Um dos pontos principais para uma ação com resultados eficientes é, sem dúvida, evitarmos as generalizações. Assim, nos permitimos concluir que cerveja é bebida alcoólica, mas não é droga.

(*) IV Levantamento sobre o Uso de Drogas entre Estudantes de 1º e 2º graus em 10 Capitais Brasileiras , pag 127, editado pelo Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID - 1997.

* Marcos Mesquita é superintendente do Sindicerv

 

Telefone: (61) 3041.5542 - FAX; (61) 3041.5902
SRTVS, Qd. 701, BLOCO "E" - Ed. Palßcio do Rßdio II - Salas 123 e 124, Asa Sul - CEP 70340-902 -BrasÝlia /DF
Design - Canal Virtual

nike air force dam ralph lauren rea mbt zapatos canada goose vest sale ralph lauren canada jordan skor bolsos michael kors duvetica madrid christian louboutin madrid nike cortez ?moncler vńst botas ugg parajumpers udsalg ugg canada ?canada goose baby timberland boots moncler vest ?converse shoes cinturones hermes nike mujer